DESCONSTRUÇÃO DO ESQUECIMENTO: GOLPE, ANISTIA E JUSTIÇA DE TRANSIÇÃO

2017

Exposição realizada no Centro Cultural da UFMG, que se "propõe a relembrar e reviver um dos momentos mais marcantes e traumáticos da história nacional: o golpe de 1964, o estado de exceção vivido pelo povo brasileiro, a anistia que se seguiu e a longa construção do processo de reparação e justiça." O projeto foi desenvolvido a partir da utilização de materiais brutos, desprovidos de acabamento, simbolizando um espaço frágil e em gradativa construção. Com o intuito de "reavivar a memória daqueles que já esqueceram e informar àqueles que desconhecem", a desconstrução do esquecimento é feita de forma direta e impactante. A estrutura de andaime simboliza simultaneamente a fragilidade e reestruturação da democracia no país.

Ficha Técnica

Expografia: Cristiano Cezarino, Branca Peixoto, Bruna Cosfer e Rayssa Scalabrino. Realização: Diretoria de Ação Cultural UFMG. Coordenação e Supervisão Geral: Leda Martins e Silvana Cóser. Curadoria: Fabrício Fernandino. 

Design Gráfico: Marcelo Drummond, Fernando Badharó e Lila Gaudêncio. Design de Luz: Telma Fernandes e Jô Santos

Fotos: Cyro Almeida