Curso de Cenografia com JC Serroni

Durante a última semana de abril, tivemos a oportunidade de participar do curso "A cenografia em diálogo com a Cenotecnia/Iluminação/Figurino" oferecido pelo CEFART - Centro de Formação Artística e Tecnológica do Palácio das Artes. Foram cinco dias de completa imersão no universo teatral e suas possibilidades, por meio de aulas teóricas e experimentos práticos no Centro Técnico de Produção (CTP) da Fundação Clóvis Salgado, localizado na antiga Fábrica de Tecidos em Marzagão (Sabará-MG).

O curso foi ministrado por um dos maiores cenógrafos brasileiros, o paulista JC Serroni. Formado em arquitetura pela Universidade de São Paulo, Serroni já participou inúmeras vezes e foi premiado na Quadrienal de Praga; coordenou, durante 11 anos, os núcleos de cenografia e figurino do C.P.T. – Centro de Pesquisa Teatral do SESC, dirigido por Antunes Filho; criou o Espaço Cenográfico de São Paulo; é integrante da equipe criadora e coordenadora da SP Escola de Teatro e realizou inúmeros projetos para espetáculos teatrais, emissoras de tv, exposições, shows e eventos.

Além de termos conhecido melhor sobre a trajetória do Serroni e termos visto referências internacionais relativas ao universo teatral, nós também aprendemos um pouco mais sobre técnicas e materiais utilizados em produções cenográficas e de figurino. Por fim, foi feito um exercício baseado no texto "Blasted" da dramaturga inglesa Sarah Kane, em que, juntamente com a arquiteta Alice Queiroz, tivemos que desenvolver e apresentar, por meio de uma maquete, uma proposta de cenário e figurino. Nossa proposta tentou traduzir os horrores do texto de Sarah de forma figurativa, onde toda a podridão que envolve as relações entre os personagens, na proposta traduzida como uma espuma de cor acizentada, inunda a cena em diferentes ritmos. Inicialmente uma infiltração começa pelas frestas do cenário, tomando o piso vagarosamente, até que o rompimento de um grande saco plástico (alusão a uma explosão narrada no texto) faz com que a espuma tome conta de todo o cenário, impregnando-o por completo.


POR ONDE

PASSAMOS