Modernos Eternos 2018

O "Modernos Eternos" foi criado em São Paulo por Maria di Pace e Sérgio Zobaran em 2014. Em Belo Horizonte, a responsável pela curadoria e realização do evento é Josette Davis. "Com proposta inovadora, a feira lançou o conceito mix&match, onde mistura, com muito equilíbrio e charme, peças antigas e contemporâneas, traduzindo um “jeito brasileiro” único de decorar. A arquitetura arrojada da casa, assinada por Marco Antônio de Pádua, configura-se como a primeira atração da exposição."

Tivemos o prazer de participar da "agenda paralela" da 3ª edição do evento, cuja proposta é incentivar ações relacionadas à "temas como cultura, preservação histórica, incentivo a arte popular e contemporânea, lançamentos tecnológicos e, ainda, o melhor do design consagrado e objetos com história e valor atemporal."

Realizamos uma Mini Talk sobre “O exercício da cenografia” e, a partir da nossa experiência, discutimos sobre as áreas de atuação e desafios encontrados por um cenógrafo no contexto belorizontino. A cenografia, apesar de ser uma área que gera bastante interesse entre arquitetos, designers e artistas, ainda se apresenta como uma área nebulosa para muitos jovens profissionais. O entendimento das inúmeras aplicações da cenografia, do diálogo com outras áreas e sua interdisciplinaridade nos gera grande interesse e também foram objetos da discussão.

Participar desse evento, discutindo justamente sobre o que a gente mais ama fazer, foi uma delícia!

Que venham outras oportunidades de troca como essa!


POR ONDE

PASSAMOS